Subsedes do Sintep lançam campanha Educação Pública, Eu Apoio


EDUCAÇÃO
Eventos intensificam semana da paralisação em Mato Grosso
Assessoria/Sintep

selo_educacao_eu_apoio_cnte1CIntensificando o calendário de paralisação no Estado as subsedes do Sindicato dos Trabalhadores do Ensino Público de Mato Grosso (Sintep/MT) lançam a campanha nacional Educação Pública, Eu Apoio (clique aqui para ver o vídeo oficial de lançamento). O debate envolvendo o ensino público de qualidade foi levado nesta terça-feira (23) à comunidade de Peixoto de Azevedo. Nesta quarta-feira (24) será levado à Capital e Rondonópolis em eventos organizados pela categoria.
A Câmara de Vereadores de Peixoto de Azevedo é o local escolhido pelos profissionais para levar a proposta de debate sobre a educação da Confederação Nacional dos Trabalhadores da Educação (CNTE). A partir das 8h serão reunidos representantes da categoria, Legislativo, Executivo, Ministério Público, Conselho Tutelar e de bairros da cidade.
A expectativa do presidente da subsede de Peixoto de Azevedo Fernando Alves da Silva é reunir em torno de 400 pessoas. Uma coletânea de problemas envolvendo unidades escolares será apresentada na audiência pública. A Escola Estadual Luciene Cardoso de Oliveira tem a pior condição física, segundo Fernando. Imagens do colégio, que atende 280 alunos do 1º ao 9º ano, serão apresentadas às autoridades com objetivo de sensibilizar a todos pelas reivindicações defendidas que prevêem melhorias para o setor em todo país.
A maioria das 21 escolas de Peixoto de Azevedo não tem ar-condicionado funcionando adequadamente, tornando os estudos de crianças, adolescentes e o trabalho de 580 profissionais um caos. Na quarta-feira (24) a mesma campanha será lançada no Distrito União do Norte que fica a 80 quilômetros da cidade. Oito escolas atendem um dos maiores assentamentos do país, que abriga cerca de 5 mil pessoas.

Educação melhor na Capital e em Rondonópolis

Os problemas enfrentados no interior também estão presentes na capital mato-grossense. A subsede Cuiabá lança a campanha Educação Pública, Eu Apoio às 14h30 desta quarta-feira (24) na sede do Sintep/MT no bairro Bandeirantes. Cerca de 200 pessoas são esperadas no auditório de acordo com o presidente João Custódio da Silva.
A realidade enfrentada em escolas da rede municipal e estadual de Cuiabá são graves e para João a garantia de verbas ao setor é essencial para realizar as transformações. “A palavra central são recursos. Só vamos melhorar a formação dos técnicos e a infraestrutura com mais financiamento”.
Unidades escolares sem biblioteca adequada ou em espaços improvisados são uma realidade dos colégios. O presidente da subsede Cuiabá afirma que a maioria das escolas ainda não tem quadra coberta e as creches recebem crianças sem o mínimo de conforto. “Hoje a gente fala muita da inclusão, mas não adianta matricular uma criança em qualquer lugar”, diz João. Ele lembra que a obrigatoriedade recente de atender na rede pública de ensino crianças a partir dos 4 anos de idade gera ainda mais responsabilidade ao governo. Pela legislação os gestores têm até 2016 para se adequarem, mas os pais que sentirem necessidade da matrícula podem requisitar o direito aos filhos.
Em Rondonópolis a campanha será lançada na quarta-feira (24) às 13h na sessão da Câmara Municipal. O diretor de comunicação da subsede João Eudes acredita que o prédio do Legislativo será pequeno para a mobilização. No ato público realizado hoje (23) na praça Brasil mais de 3 mil pessoas participaram da manifestação. Pais, estudantes, representantes da Associação dos Docentes da Universidade Federal de Mato Grosso (Adufmat) e aposentados estiveram presentes.

 

 

Deixe seu Comentário